Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Programa Mais Educação em SCS

Publicado em 05/05/2015 às 15:04 - Atualizado em 05/05/2015 às 15:04

Oficina de patinação é a grande atração do programa que será desenvolvido ao longo de 2015
Créditos: Divulgação Baixar Imagem

A Educação está em festa mais uma vez. São Cristóvão do Sul é um dos municípios contemplados com o “Programa Mais Educação”. No último dia 13 de abril, na escola Crescer, e no último dia 15 de abril, na Escola Meu Postinho, a Secretaria de Educação deu início as atividades do programa, que tem o objetivo de contemplar as duas escolas com seis oficinas temáticas, além de promover a ampliação do tempo, espaço e oportunidades educativas para todos os alunos da rede municipal de Ensino. 

Sob coordenação da professora Patrícia Boscari Farias, o programa oferece cinco oficinas: Jornal Escolar e Fotografia (Professoras Ana Paula Grobe dos Santos e Camila da Silva); Acompanhamento Pedagógico (Professoras Daniela Ferreira dos Santos e Vanusa Castilho); Horta e Jardinagem: (Oficineiro João Antônio Pires); Dança; e Patinação (Professores Robson Cichacz de Souza   e   Jéssica de Lima Bueno); e Esporte e Lazer (Professora Geise Fernandes do Prado).

De acordo com a coordenadora, as oficinas serão realizadas nas segundas e terças-feiras na escola Crescer; e nas quartas e quintas-feiras na escola Meu Postinho, em dois períodos: matutino, das 8h15’ às 11h30’ e, vespertino, das 13h15’ às 16h30’.

“Apenas a oficina de patinação, que em virtude do espaço físico, será realizada aos sábados, a partir das 9 horas, no Ginásio Municipal”, justificou.

Segundo Patrícia, ainda há vagas em todas as oficinas e os alunos interessados em participar poderão procurar a diretoria da sua escola ou os professores oficineiros.

“As oficinas são exclusivas para os alunos da rede municipal, previamente cadastrados, no entanto, a Secretaria de Educação abrirá exceção para a participação de alunos de outras escolas na oficina de dança e patinação, em horário diferenciado, aos sábados, das 16 às 17 horas. Para os interessados, as vagas são limitadas e encontram-se abertas junto à Secretaria de Educação até o dia 30 de abril”, explicou à coordenadora.

Segundo a secretária de Educação Giseli Telles, além do trabalho dos oficineiros, o programa deverá contar com a parceria de profissionais que atuam nas áreas trabalhadas, como no caso da oficina Jornal Escolar e Fotografia, que vai oportunizar aos alunos a experiência de saber como é produzido o Jornal “A Semana São Cristóvão do Sul”, e conhecer o trabalho da equipe do Jornal “A Semana”, em Curitibanos. 

“Nosso foco é o de envolver o número máximo de alunos nas atividades extraclasses, com conhecimentos que serão determinantes para a construção da cidadania. A oficina de horta e jardinagem, por exemplo, vai repassar lições que contribuirão com a formação de cidadãos mais responsáveis, que se tornarão multiplicadores das boas práticas estudadas”, argumentou.

 

Saiba mais sobre o Programa Mais Educação:

 

O Programa Mais Educação, criado pela Portaria Interministerial nº 17/2007 e regulamentado pelo Decreto 7.083/10, constitui-se como estratégia do Ministério da Educação para indução da construção da agenda de educação integral nas redes estaduais e municipais de ensino que amplia a jornada escolar nas escolas públicas, por meio de atividades optativas de acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica. 
De acordo com o projeto educativo em curso na escola, são escolhidas seis atividades, a cada ano, no universo de possibilidades ofertadas. Uma destas atividades obrigatoriamente deve compor o acompanhamento pedagógico.

O Programa Mais Educação é coordenado pela Secretaria de Educação Básica, do Ministério da Educação (MEC), em parceria com as Secretarias Municipais de Educação. Sua operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O processo de adesão, desde 2009, acontece por meio de formulário eletrônico de captação de dados gerados pelo Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças do Ministério da Educação (SIMEC).
Para o desenvolvimento de cada atividade, o governo federal repassa recursos para ressarcimento de monitores, aquisição dos kits de materiais, contratação de pequenos serviços e obtenção de materiais de consumo e permanentes.

(Fonte: http://portal.mec.gov.br)